Nível de dependência e acessibilidade aos cuidados de saúde da população idosa*

Publicado a 17/02/2012, 07:47 por UCC AMARES
Nos idosos, de uma maneira geral, a qualidade de vida (QV) é estabelecida em grande parte pela sua situação funcional e as condições de saúde. Com o propósito de avaliar o nível de QV, os factores que influenciam essa QV e determinar o grau de dependência dos idosos residentes em duas freguesias do concelho de Amares, foi realizado um estudo observacional transversal do tipo exploratório-descritivo, abrangendo 93 idosos. Os instrumentos de colheita de dados utilizados foram o índice de Barthel e MOS-SF 36. Os resultados obtidos indicam que 88% dos sujeitos refere uma pontuação inferior a 50%, em média reportam uma QV de 39±10%. Verificando-se que existe uma correlação positiva entre o grau de dependência e o índice de QV, sobretudo na dimensão física. No que respeita aos níveis de dependência, que corresponde a um dos objectivos principais deste estudo, observa-se que 40% são independentes e 18% são dependentes mínimos, sendo 12 % dependente total. Simultaneamente, 60% das pessoas com dependência total e 40% das pessoas com dependência moderada vivem em famílias de acolhimento. Assim, torna-se importante promover um envelhecimento saudável, procurando privilegiar a preservação da autonomia e capacidade funcional dos idosos de modo a torná-los independentes e soberanos por mais tempo.
 
A comunidade terá um papel fundamental na produção de respostas eficazes e adaptadas aos idosos de hoje em dia, através de cuidados de proximidade, monitorização, acompanhamento e execução de acções, não esquecendo as situações de risco, nomeadamente os casos de isolamento social e geográfico, violência psicológica e física, mas também a negligência de cuidados. Devendo-se rentabilizar os projectos e programas em curso na área do idoso, de modo a abranger o maior número de pessoas idosas.
 
*Autor
Deolinda Luísa C. Santos
Enfermeira, Estudante Pós Licenciatura de Especialidade em Enfermagem Comunitária
da Escola Superior de Enfermagem Dr. José Timóteo Montalvão Machado.
Artigo realizado no âmbito do Ensino Clínico Intervenção Comunitária, realizado na UCC Amares.
 
Comments